Logicalis implementa home office e garante que três mil funcionários em toda América Latina trabalhem de casa durante a pandemia

A Logicalis, empresa global de soluções e serviços de tecnologia da informação, adotou o trabalho em regime de home office para todos os mais de três mil funcionários na América Latina, assim que a pandemia de COVID-19 chegou à região. No Brasil, são 1.500 pessoas trabalhando de maneira remota. O sucesso desse movimento só foi possível devido a um plano de continuidade de negócios (PCN) que teve início há cerca de dois anos e abrange a totalidade dos processos e tecnologias da empresa.

O primeiro passo desse projeto foi a elaboração de um planejamento detalhado de todas as mudanças necessárias em termos de infraestrutura e cultura organizacional para garantir que a operação da empresa continuasse funcionando sem nenhum impacto, independentemente do cenário externo. Após a análise e entendimento de todas as demandas de transformação digital da companhia, a infraestrutura de TI e o desenho da arquitetura de redes foram remodelados.

Um dos pontos fundamentais do projeto foi a implementação do SD-WAN, tecnologia de redes que permite a priorização e o roteamento da conectividade para todos os escritórios e data centers da Logicalis. Com a tecnologia, a rede é inteligente o suficiente para gerenciar o tráfego com base nas regras definidas pela empresa e oferecer aos funcionários, que estão trabalhando de casa, a mesma experiência do escritório. 

Além disso, a empresa passou a armazenar 100% de seus sistemas, aplicações e documentos em nuvem e, em 2019, fez a migração completa para o Office 365 e o roll out de notebooks para todos os profissionais. Dessa forma, hoje, todas as informações da Logicalis estão armazenadas em nuvem e podem ser acessadas remotamente - passo -fundamental para que os funcionários possam trabalhar de suas casas como se estivessem nos escritórios. 

No momento em que a COVID-19 começou a se alastrar pela Ásia e Europa, a liderança da Logicalis na América Latina começou a se preparar para o acionamento do plano de continuidade de negócios. O cenário de epidemias já estava mapeado no procedimento, visto que, nos últimos anos, enfrentamos surtos significativos de dengue e até ameaças de febre amarela e sarampo.

E, apesar de todas as melhorias que já haviam sido implementadas, a empresa precisou reagir rapidamente, ampliando o uso de licenças de tecnologias de colaboração e VPNs. Além disso, adquiriu modens 4G para os profissionais que não têm internet residencial e desenvolveu um guia de acesso remoto às aplicações corporativas da Logicalis. 

 “Conseguimos mover toda a força de trabalho rapidamente, garantindo não só a segurança dos funcionários, como também a continuidade das operações sem nenhum prejuízo para a experiência deles ou dos clientes”, comenta Paulo Torres, diretor de Optimal Services da Logicalis na América Latina. A empresa conta com operações de missão crítica, como SOC (Security Operations Center) e NOC (Network Operations Center), que continuam funcionando normalmente.