CIOs dedicam hoje mais tempo à inovação do que nunca

Os CIOs estão gastando mais tempo em inovação. Segundo a Pesquisa Global de CIOs 2021 da Logicalis, provedora global de soluções de TI, três quartos dos entrevistados afirmaram ter aumentado os esforços no setor. Entretanto, o estudo, realizado com 1 mil CIOs de todo o mundo, descobriu que apesar disso, apenas 27% descrevem a inovação como parte da cultura de sua empresa.

A pesquisa também revelou que 21% dos entrevistados admitem que a inovação está confinada a áreas e departamentos específicos. Outros 34% dos CIOs também disseram que a inovação consiste em projetos de grande escala conduzidos por equipes dedicadas. Os resultados sugerem falta do tema embutido na cultura da empresa e disposição organizacional para evoluir e adotar tecnologias modernas.

A hesitação em expandir a inovação em toda a empresa e incentivar novas ideias está afetando a capacidade das companhias de acompanhar o mercado mais amplo e os concorrentes. As organizações devem enfatizar uma cultura de inovação ou correm o risco de não apoiar as mudanças nas demandas dos clientes e perder funcionários valiosos, pois a força de trabalho das novas gerações exige práticas de trabalho focadas digitalmente que correspondam às suas expectativas de experiência do usuário.

Quase 80% dos entrevistados acreditam que sua organização já está ficando para trás dos concorrentes devido ao ritmo dos processos de mudança. Particularmente, os CIOs afirmam que estão lutando para acompanhar o aumento da eficiência (38%), a simplificação dos fluxos de trabalho (37%) e a melhoria dos serviços (36%).

Expandir uma cultura inovadora em uma força de trabalho disseminada é mais difícil do que impor para funcionários que trabalham sob o mesmo teto. Soluções robustas de comunicação digital permitem que uma força de trabalho híbrida se conecte remotamente para desenvolver uma cultura inovadora. Uma abordagem atualizada para inovação e colaboração em toda a empresa permitirá que as companhias aumentem a produtividade e ganhem uma vantagem competitiva.

Segundo Toby Alcock, CTO da Logicalis, “as empresas não precisam abordar a inovação com uma estratégia 'all-in'. Em vez disso, podem começar com a otimização de processos operacionais, como capacitar funcionários para criar seus próprios fluxos de trabalho ou automatizar um processo que antes era manual. A chave para o sucesso é construir uma cultura inovadora na qual os colaboradores possam descobrir e testar novas ideias rapidamente e fornecer o tempo, as ferramentas e os processos para tal. Ao fazer isso, eles produzirão ideias e soluções inovadoras e, por sua vez, se sentirão satisfeitos com suas funções e a rotatividade de funcionários diminuirá. Sem tomar essas medidas, as empresas correm o risco de perder os melhores talentos para concorrentes mais avançados.

O estudo completo está disponível no link: https://www.la.logicalis.com/globalassets/latin-america/advisors/pt/ebook-aug2021-06-ch3_logicalis_pt.pdf