Logicalis é a parceira da BHIP para desenvolver tecnologias de smart cities em Belo Horizonte

CENÁRIO

A legislação da gestão da iluminação pública passou por grandes mudanças em 2010. A principal medida foi a transferência da responsabilidade das concessionárias de energia para as prefeituras. Assim, os órgãos de cada cidade tiveram alguns anos para se adequar à nova legislação e montar suas estruturas para gerenciar o serviço de iluminação para a população.

Gerenciar uma infraestrutura de iluminação é um processo complexo. Como a maioria dos conhecimentos necessários à gestão de iluminação pertencia às empresas de energia, uma das formas de resolver essa questão foi a criação de uma PPP (Parceria Público Privada). Assim, a responsabilidade pela gestão fica direcionada para uma concessionária especializada no serviço público.

Dessa forma, a BHIP, concessionária de iluminação pública de iluminação de Belo Horizonte, tinha como objetivo garantir a disponibilidade e qualidade desse serviço. Além de ter responsabilidade sobre a manutenção da rede de iluminação, a BHIP deve atender as normas técnicas e os requisitos da prefeitura. Uma das responsabilidades é modernizar o parque de iluminação e instalar um sistema de telegestão, tornando a iluminação pública de Belo Horizonte um projeto inovador e alinhado ao conceito de smart cities.

Com o objetivo de achar um parceiro que proporcionasse soluções tecnológicas adequadas e que atendesse os agressivos níveis de serviço exigidos nesse segmento, a concessionária escolheu a Logicalis para prover soluções e serviços tecnológicos para a telegestão da iluminação de BH.

 

SOLUÇÃO

A solução proposta pela Logicalis consiste no gerenciamento da automação de até trinta mil pontos de iluminação em um ano.

A telegestão, baseada nos conceitos de smart grid e IoT, permite que o cliente receba informações em tempo real para ter ações preventivas e, em alguns casos, “preditivas” da operação da iluminação. Assim, antes mesmo de receber uma notificação sobre falta de luz em algum local, o problema já estará solucionado proativamente. Isso ocorre pois a solução desenvolvida recebe informações sobre o funcionamento das luminárias inteligentes. Dessa forma, é possível ajustar a intensidade da iluminação, liga-las e desliga-las remotamente, e também ter maior controle sobre o consumo de energia a partir de uma série de indicadores.

O projeto inclui ainda os serviços de gerenciamento de todo o ambiente por dez anos.

 

BENEFÍCIOS

Maior projeto de smartcities em andamento no Brasil e na América Latina, a iniciativa impacta positivamente na segurança da cidade, já que melhora o serviço de iluminação nas ruas, contribuindo para a redução de acidentes noturnos e da criminalidade. Outro ponto de melhoria para a cidade é a redução de impactos ambientais com o uso adequado das fontes de energias e a adoção da iluminação LED, com maior eficiência energética. Além disso, o cidadão de BH sentirá melhor qualidade do serviço, pois o sistema telegerenciado pode ser reparado proativamente, e como consequência o cidadão reporta menos problemas.

Posteriormente, a modernização da malha de iluminação pública deve permitir a inclusão de uma série de novos serviços para a cidade de Belo Horizonte. A partir dessa nova infraestrutura de rede será possível incluir sensores e dispositivos inteligentes, como por exemplo, semáforos conectados e gestão ambiental. Assim, será possível ofertar outros serviços de valor para a cidade, gerando mais conforto para o cidadão de Belo Horizonte.