Rede de supermercados absorve demanda de pedidos via e-commerce com rede Wi-Fi

Cenário

A pandemia de Covid-19 representou uma série de desafios para os varejistas em todo o mundo. Por outro lado, para aqueles que souberam rapidamente adequar suas operações para atender às novas demandas dos consumidores, ela se traduziu em oportunidades de novos negócios.

Esse foi o caso de uma das maiores redes de supermercados do país. Ainda que no início da pandemia não contasse com infraestruturas Wi-Fi em nenhuma de suas quase 800 lojas nos Estados de São Paulo e Minas Gerais, a rede já estudava implementar a tecnologia. Originalmente, a proposta era oferecer conexão à internet para os clientes.

No entanto, com a chegada da Covid-19 e a necessidade do isolamento social, surgiu uma grande demanda por compras por aplicativo. Foi quando a rede decidiu acelerar o processo de implementação do projeto de Wi-Fi em suas lojas.

Solução

A Logicalis ajudou a definir metas e a estratégia de implementação. Além disso, a empresa realizou um projeto-piloto em duas lojas da rede em São Paulo e, a partir dali, expandiu a implementação das redes Wi-Fi com equipamento Fortinet para outras unidades. Atualmente, cerca de cem lojas possuem a conectividade sem fio entre PDVs dedicados ao atendimento de pedidos recebidos via e-commerce e o sistema da rede de supermercados.

Cada loja teve a rede configurada de acordo com suas características físicas. Além da instalação física em si, todos os pontos de acesso e a configuração dos mecanismos de web filtering responsáveis por garantir a segurança das conexões e dos dados são parte dos serviços entregues pela Logicalis à rede supermercadista.

Benefícios

Ao acelerar a implementação de infraestruturas Wi-Fi em cerca de cem lojas, a rede de supermercados conseguiu minimizar os impactos trazidos pela pandemia ao seu negócio, além de abrir uma nova frente de oportunidade de receita e garantir a boa experiência de compra aos seus clientes.

Com as redes Wi-Fi, a empresa evitou custos relativos a serviços de conexão 4G, que seriam a alternativa para o recebimento e processamento dos pedidos recebidos pelo aplicativo de entregas.

Além disso, a empresa pavimenta o caminho para a sua estratégia de otimização do relacionamento com o cliente, já que avança no sentido de preparar a infraestrutura para, no futuro, oferecer acesso à internet aos consumidores. A partir desse acesso é que a rede planeja promover ações de fidelização de clientes, elevar a sua interação com eles e melhorar a sua experiência durante a passagem pelas lojas.