Logicalis implanta infraestrutura na nuvem para uma das líderes em telecomunicações do mercado

Cenário

Passando por um profundo processo de digitalização em sua jornada de transformação digital, uma das maiores operadoras de telecomunicações do Brasil viu crescer, e muito, sua demanda por dados. Diante deste crescimento, a companhia se viu diante da necessidade de criar uma nova área de dados para ampliar o controle das informações que possuíam internamente.

Dentro dessa estrutura, o primeiro caso de uso priorizado foi o desenvolvimento de um motor de inteligência de tomada de decisão. Cloud native, a solução deveria ser implementada em uma nuvem pública, o que criou uma nova demanda. Como a companhia não tinha tido, até ali, experiências satisfatórias com nuvens públicas, principalmente em relação ao seu gerenciamento e controle de custos, havia uma certa resistência ao projeto.

Como a Logicalis é a responsável pelos contratos de licenciamento Microsoft dentro do cliente, incluindo Microsoft Azure, foi solicitado o desenvolvimento de uma fundação para utilização de cloud pública que pudesse, posteriormente, servir a qualquer uma das áreas do cliente.

Solução

Uma vez aprovado o projeto, o time de consultores da Logicalis iniciou o desenho de toda a parte de conectividade básica, segurança e acessos. Chamado de Cloud Foundation, o projeto abrange o planejamento personalizado de migração para a nuvem, avaliando as exigências de workloads da empresa, considerando os passos necessários para atingir a excelência no processo de migração e definindo as ferramentas e serviços ideais para a sustentação da plataforma cloud.

Com isso, o objetivo é que esta fundação torne-se a base para qualquer projeto do cliente que demande o uso de nuvem pública posse ser implementado de forma saudável. A preparação dessa base comum simplifica a gestão financeira e técnica do ambiente, permitindo o acompanhamento de uso de cada centro de custo e ampliando a visão do que está sendo colocado na nuvem.

Para esta configuração inicial, que deve ser concluída até o final de janeiro, a equipe da Logicalis está seguindo as melhores práticas de mercado, mais especificamente os requisitos previstos no CAF (Cloud Adoption Foundation) para conectividade de rede, segurança e acessos. Com isso, o cliente receberá uma estrutura básica, a partir da qual outros projetos poderão ser instalados na Microsoft Azure.

Como se trata de um projeto em evolução, a Logicalis vai apoiar o cliente em toda a sua jornada para cloud pública. Nessa trajetória, já em fevereiro o cliente deve começar a utilizar serviços gerenciados para controle do ambiente e, com eles, o desenvolvimento de novos casos de uso e o planejamento da evolução dos próximos passos do CAF.

Benefícios

O primeiro benefício direto do desenvolvimento do Cloud Foundation é a simplificação da jornada para a nuvem no ambiente do cliente. A partir do uso da nuvem pública, a empresa deixará de ser dependente de seu ambiente on-premises, podendo utilizar todos os recursos disponíveis na Microsoft Azure. Isso vai representar no futuro, um ganho tremendo de velocidade para fazer novos workloads. Um exemplo é a colocação em operação de um novo servidor. No ambiente atual, é um processo que leva de 80 a 90 dias, prazo que deve cair para duas semanas com o uso da nuvem.

Além disso, há a previsão de mais agilidade na adesão de novas funcionalidades que sejam nativas da nuvem pública e a possibilidade de previsibilidade orçamentária por conta da implementação de governança sobre os centros de custo. Tudo isso, em longo prazo, terá um reflexo direto na redução dos custos envolvidos nas soluções on-premises utilizadas hoje. A previsão é que o ROI comece a ser percebido já em 2022, graças a reduções em facilities, recursos humanos e energia, por exemplo.