Complexo industrial com mais de 200 sites atualiza infraestrutura de redes com auxílio da PromonLogicalis

Cenário

Com mais de 200 sites espalhados por todo o Brasil, um complexo industrial com diversas unidades de negócios estava em processo de unificação de sua estrutura de tecnologia da informação no Brasil. Um dos principais motivadores para essa consolidação visava à estruturação de um único ERP, buscando sinergia operacional entre as áreas de negócio. Juntamente com as iniciativas de sinergia nos processos, a empresa pretendia melhorar a infraestrutura de tecnologia em suas unidades, com o objetivo final de permitir a criação de novas funcionalidades de comunicação corporativa, com segurança e alta qualidade de serviço.
A infraestrutura existente era antiga e não oferecia robustez suficiente para suportar as necessidades de negócios. Além disso, por ser um ambiente complexo e com múltiplos fornecedores, havia dificuldade de gerenciamento do parque, resultando em indisponibilidades dos sistemas.
Finalmente, havia a necessidade de desenvolver uma política de redundância tanto para o ambiente de LAN quanto de WAN.

Solução

Após um processo de concorrência no mercado, envolvendo pelo menos cinco fornecedores diferentes, a empresa decidiu contratar os serviços da PromonLogicalis, que foi responsável por todo o processo lógico de atualização da rede, assim como pelos serviços de consultoria para migração da topologia de WAN para um ambiente MPLS multioperadora. O projeto, então, foi dividido em três fases para adequação e implementação do ambiente 100% Cisco.

 

Benefícios

O principal benefício obtido a partir do projeto foi permitir à área de TI prover infraestrutura suficiente para suportar o crescimento dos negócios, possibilitando a inclusão de novas funcionalidades, especialmente no âmbito da colaboração. Além disso, a padronização do ambiente garantiu o aumento da confiabilidade e disponibilidade do ambiente, evitando paradas de sistemas críticos. Sob a ótica de TI, o projeto levou à simplificação do gerenciamento e à redução de custos operacionais são benefícios secundários.