Órgão público de MG eleva satisfação da populaçãocom projeto de segurança e otimização da PromonLogicalis

CENÁRIO

Responsável por atender e prestar serviços a uma população de mais de 20,5 milhões depessoas, este órgão público do Estado de Minas Gerais há algum tempo vem investindo na modernização, otimização e segurança de sua infraestrutura e sistemas de informação.

A instituição mantém um data center e é responsável por garantir a disponibilidade e o alto desempenho não apenas dos serviços acessados online pelos cidadãos, mas também dos sistemas utilizados remotamente pelos funcionários públicos alocados em mais de 40 sites geograficamente distribuídos pelo Estado.

 

SOLUÇÃO

Como parte de seu plano de modernização e otimização do ambiente de Tecnologia da Informação e Comunicações (TIC), o órgão mineiro selecionou a PromonLogicalis para ajudá-lo a definir quais soluções tecnológicas deveriam ser implementadas em sua infraestrutura.

O projeto contemplou implementações em diferentes frentes, sempre visando ampliar a segurança e proteção dos sistemas, dos dados e do data center de forma a assegurar os maiores níveis de desempenho e disponibilidade possíveis.

O pacote de segurança e otimização de desempenhos entregue pela integradora foi composto por soluções de proteção contra ataques DDoS (aqueles que sobrecarregam a rede até  interromper os serviços) da Arbor, balanceador de carga da F5, appliance de aceleração de rede (WAN) da Bluecoat e uma solução da brasileira Dínamo Networks para armazenamento de chaves criptográficas (HSM).

RESULTADO

Ao implementar todas essas tecnologias de segurança e otimização de redes, o órgão público de Minas Gerais conseguiu mitigar ataques contra a sua rede em praticamente 100%, assegurando  o mais elevado nível de disponibilidade possível aos seus serviços.

Além disso, com as soluções de balanceamento de carga e otimização de WAN, a instituição garantiu excelência e qualidade de serviço (QoS) aos sistemas acessados por funcionários e cidadãos. Com a primeira, é possível distribuir de maneira inteligente as requisições aos seus servidores, de maneira  que todos eles trabalhem sem sobrecarga e ofereçam estabilidade aos sistemas e serviços. Já com a otimização das redes, o órgão melhora os links entre os sites remotos e a matriz, provendo melhor desempenho das aplicações.

Finalmente, ao adotar as soluções de criptografia, a instituição garante segurança e proteção aos  dados de sua população.

Todas essas melhorias nas frentes de desempenho e segurança não apenas melhoram de maneira geral os serviços prestados_, mas elevam a satisfação e a confiança da população em relação a esses serviços e ao órgão como um todo.